quinta-feira, 6 de outubro de 2016


CONVENTO DO BEATO




Esclareça-se, antes de mais, que o problema que aqui me traz não reside, propriamente, no Convento do Beato.

Bem pelo contrário:  o Convento encontra-se, tanto quanto sei, recuperado e muito bem conservado, nele se realizando alguns eventos elegantes ou culturais da Capital.  Quanto a este, a única "miséria" a apontar seria, assim, o não ser visitável, nem mesmo se conseguindo ver ou fotografar o exterior, a não ser a partir da via pública - por exemplo através de alguma frincha de algum menos bem cuidado portão que por ali se possa encontrar, como aconteceu com a imagem à direita...


O problema reside, antes, no conjunto de edifícios degradados - alguns dos quais não passam, já, de ruínas - que envolve o Convento;  e é deste que vos trago algumas imagens que quase por si só irão falar.



Para a "reorganização" do belo "Complexo Histórico e Arquitectónico do Convento do Beato" parece existirem planos;  pelo menos, a fazer fé no cartaz afixado no n.º 38 da Rua do Beato - quase ilegível, de tão desbotado que está.
<----------


O Convento e os imóveis que mais proximamente o rodeiam são, ao que consegui apurar, propriedade da "Portugal e Colónias", como ainda a designam por aqueles lados.



Localizados na confluência da Alameda do Beato com a Rua do Beato, todos estes aparentam estar devolutos;  pelo menos, os que dão diretamente para a via pública, já que aos outros não tive acesso.

Neste, acima, à esquerda, terá funcionado, há muito tempo, um supermercado, mas, desde então, nenhuma outra utilização lhe é conhecida.


Nos restantes que dão para a Rua do Beato, funcionaram, em tempos, indústrias diversas, desde a eletromecânica à têxtil;  parece ter ali existido uma fábrica de fechos de correr cujos edifícios iam até à via férrea.








O acesso far-se-ia pelo degradado n.º 32, que, segundo por ali dizem, daria também entrada para o que foi o Pátio do Miranda
----->


Continuando até onde a Rua do Beato dá lugar à Rua do Açúcar, encontramos a entrada para o Pátio da Quintinha.

<------

Segundo uma publicação disponibilizada pela Junta de Freguesia de Marvila, "este páteo já foi casa senhorial pertença da família do Marquês de Marialva.  Ficou «quintinha» face à grande casa do Marquês.  Pode-se chamar Pavilhão Marialva porque talvez tivesse tido as funções de apoio a um antigo Cais Marialva.  Ainda mantém belíssimos azulejos do século XVII" (Marília Abel e Carlos Consiglieri, in "Marvila" - Dinalivro - Lisboa, 2006 - pág.97).

Pois bem, aqui fica uma imagem bem atual do Pátio da Quintinha.






Depois do Pátio, mais um edifício degradado.
------->






A joia da coroa deste miserável conjunto encontra-se, porém, mesmo em frente, do outro lado da rua.





Trata-se, ao que consegui apurar junto de um morador vizinho, de uma antiga refinaria de azeite, tão antiga já que mais ninguém por ali perto foi capaz de me dizer do que se tratava.






Completamente degradada, serve hoje de refúgio a pessoas sem abrigo e a toxicodependentes, que por ali pernoitam, perante a complacência da Câmara, da Junta de Freguesia e da Guarda Nacional Republicana - que tem instalações paredes meias com o decrépito imóvel.








Aqui ficam algumas recordações do interior, e da evidente insalubridade que impera na lixeira em que se transformou.








O que vale é que já há licenciamento para obras... como em quase tudo quanto está a cair de podre na nossa cidade de Lisboa.


E, a julgar pela imagem,  quão recente o licernciamento deve ser...
<--------------

Um "conjunto arquitetónico" a recordar;
e a visitar, no próximo evento a que por ali assistir.


Este local situa-se na área geográfica de intervenção da:

  • Junta de Freguesia do Beato
  • Junta de Freguesia de Marvila




Gostou deste artigo?








Alguns Links:
Convento do Beato (Junta de Freguesia do Beato)
Convento do Beato António (e-cultura)
Incêncio Destruiu 70 por Cento do Convento do Beato (Eclésia)
Convento do Beato Reabre Hoje (Público)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...