sexta-feira, 4 de setembro de 2015


TEATRO VASCO SANTANA


Era, mesmo, necessário termos chegado a isto?

Se o problema dos promotores imobiliários era, de facto, o ruído, a animação da Feira Popular, que diferença teria feito deixar o "Vasco Santana" em paz, na confrontação com a Avenida da República?

Assim, limitaram-se a aniquilar mais um espaço de cultura a troco de nada, já que o terreno da Feira e os escombros do Teatro para ali ficaram e, apesar das sucessivas promessas, ali continuam devolutos, vazios, já lá vão tantos anos...

À bacoquice de uns quantos, juntou-se, num cocktail catastrófico, a incapacidade autarquica, para planear e, uma vez feita a asneira, para solucionar.


Assim ficaram:






o hall...




a plateia...  
o palco...




a "casinha"...
<---------


o acesso ao piso superior...
--------->



o piso superior... 
... e suas dependências...




Aqui fica, pois, em singelas imagens, e para que ninguém esqueça, aquilo que,

"pela" Cultura,

são capazes de fazer uns quantos incompetentes e outros tantos novos-ricos de Portugal.





Gostou deste artigo?


Se gostou,

PARTILHE NAS SUAS REDES SOCIAIS!

Assim, a mensagem chegará mais rapidamente a outras pessoas a quem poderá interessar!




Alguns Links:

Teatro Vasco Santana (Restos de Colecção)

Municipal: um cinema num espaço de diversões

“Os Verdes” querem esclarecimentos da Câmara Municipal de Lisboa sobre o estado de degradação e abandono do Teatro Vasco Santana

1 comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...