quarta-feira, 7 de setembro de 2016


ESCOLA SECUNDÁRIA AFONSO DOMINGUES



"Informa-se a população e entidades que a Escola Secundária de Afonso Domingues foi extinta em 31/08/2010, pelo Senhor Secretário de Estado da Educação".

Assim se podia ler ainda hoje, 07 de Setembro de 2016, no sítio da Junta de Freguesia de Marvila.

Falo-vos, aqui, de um bem conhecido monumento ao desperdício,
ao imediatismo, à falta de planeamento,
à gestão básica e por impulsos que vem, de há muito, caracterizando o Estado Português.
Na Rua Miguel de Oliveira, em frente ao Bairro da Madre de Deus, na extrema Oeste do que em tempos terá sido a Quinta dos Alfinetes e pontificando sobre o que me parece um mais do que discutível aglomerado de hortas clandestinas onde se cultiva sabe-se lá o quê, ergue-se - ainda - o que resta do esqueleto violentado e esvaziado do que foi a Escola Secundária Afonso Domingues.

Remontando a finais do séc.XIX a fundação da Escola - originariamente escola industrial -, para aqui se mudou esta em 1956.  Dada a sua inserção numa zona menos favorecida da Cidade, não era, nos últimos tempos, escola particularmente prestigiada ou procurada pelas elites;  o que, a fazer fé no depoimento de antigos alunos, não impedia que nela lecionassem bons mestres.


Para aqueles que a frequentaram, terá sido, de alguma forma, uma escola de tradições, de relacionamentos, de conhecimentos, de educação e de formação de muitas famílias, ao longo de sucessivas gerações.

Compreende-se, assim, que olhar, hoje em dia, para o estado em que se encontra o "caco" que para ali ficou comova o coração do antigo aluno mais empedernido.

E porquê ?

Porque, nos idos de 2009, o Ministério da Educação concluiu que o vetusto edifício necessitava de obras urgentes de requalificação.  E mandou fazê-las.  E muito bem.

Eis senão quando cai como uma bomba a decisão de avançar, a todo o vapor, com a construção da linha em que, a loucas velocidades, iria circular o famigerado TGV - para alguns a solução ideal, juntamente com o também utópico Aeroporto da OTA, para conter o desemprego que, inequivocamente, então se fazia anunciar.

Ora, essa decisão bombástica - e que, como tantas outras, apenas serviu para vender notícias, já que nunca passaria do papel - explodiu, nem mais nem menos, do que em cima da Escola Secundária Afonso Domingues, como bem mostram as imagens que hoje vos trago.

De facto, para não atrasar as obras ferroviárias, a Escola seria, definitivamente, encerrada no ano imediato à conclusão das obras de requalificação, assim transformando esta num mero esportular de dinheiros públicos, tanto mais grave se for verdade que já há mais de uma década que era praticamente dado como certo que o traçado do TGV acabaria por passar por ali.

A ser assim, a quem terá aproveitado a obra de requalificação?

Não será coisa de, em sede criminal, averiguar?  Ou, convenientemente, já será tarde demais?

Em frente da Escola, o panorama não surpreende, já que encontramos disto um pouco por toda a freguesia de Marvila:  barracas, com as suas hortinhas de variadas culturas - talvez nem todas elas muito ortodoxas -, exploradas por quem por ali se vai ajeitando como pode, e escondidas de quem passa na rua por uma decrépita vedação

Do lado do Tejo... baldios, desolação.
Em lugar de a Câmara Municipal se empenhar tanto em "investir" em obras de utilidade discutível no seu dileto Eixo Central, não seria de dedicar uma pequena parte do IMI a fazer, em Marvila, mais alguma "requalificação"?


Quanto ao velho edifício, para ali ficou, vandalizado, humilhado, desaproveitado:  primeiro, porque ia ser demolido para o comboio por ali poder passar;  depois, porque, o que dele restava, ia custar, uma vez mais, muito dinheiro público a... "requalificar".



Gostou deste artigo?


Se gostou,

PARTILHE NAS SUAS REDES SOCIAIS!

Assim, a mensagem chegará mais rapidamente a outras pessoas a quem poderá interessar!




Alguns Links:
Escola Secundária de Afonso Domingues (Junta de Freguesia de Marvila)
A Escola em Marvila que Fechou por Causa do TGV (NIT)
A Escola Industrial Afonso Domingues, a escola da minha vida... em ruína... toda partida...
Escola Afonso Domingues a Saque (RTP)
Escola onde Ia Passar a Terceira Ponte sobre o Tejo Continua ao Abandono (Público)
A Escola Secundária Afonso Domingues é o espelho da anedota que é Portugal
Escola Secundária Afonso Domingues(Wikipedia)
Escola Industrial Afonso Domingues (Restos de Colecção)


Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...